Você está aqui: Página Inicial Notícias PRE-PB requer prisão de responsáveis por jornal que teria circulado irregularmente nas eleições de 2014

PRE-PB requer prisão de responsáveis por jornal que teria circulado irregularmente nas eleições de 2014

27/04/2016 00:00
Acusados desobedeceram intimação do TRE para prestar informações
PRE-PB requer prisão de responsáveis por jornal que teria circulado irregularmente nas eleições de 2014

Crédito da imagem: Portal Paraíba Já (print do Youtube) - momento de apreensão por fiscais do TRE

A Procuradoria Regional Eleitoral na Paraíba (PRE-PB) pediu a prisão dos responsáveis pelo Jornal dos Municípios, que teria circulado irregularmente durante as eleições de 2014. De acordo com o procurador do Ministério Público Federal na Paraíba (MPF/PB) que atua no Tribunal Regional Eleitoral (TRE), João Bernardo Silva, Paola Germano de Farias e Wanderly Farias de Souza praticaram crime de desobediência por não atenderem mandados de intimação para, entre outras informações, prestar contas acerca de tiragem do impresso nos anos eleitoral, pré-eleitoral e pós-eleitoral. A pena prevista no Código Eleitoral para desobediência é de detenção de três meses a um ano, mais pagamento de multa.

O mandado de intimação descumprido por Paola e Wanderly foi expedido em razão da ação de investigação judicial eleitoral (AIJE) interposta pela coligação “A Força do Trabalho” e o então candidato e atual governador Ricardo Vieira Coutinho, contra Cássio Rodrigues da Cunha Lima, Ruy Manuel Carneiro Barbosa de Aça Belchior, candidato a vice de Cássio, e Wanderly Farias de Souza.

No entendimento da coligação “A Força do Trabalho”, o jornal circulou em favor da candidatura de Cássio Cunha Lima e contra Ricardo Coutinho, o que caracteriza crime eleitoral.

Confira os mandados de intimação


Assessoria de Comunicação
Procuradoria da República na Paraíba
Fone Fixo: (83)3044-6258
Celular: (83) 99132-6751
No twitter: @MPF_PB